terça-feira, 4 de agosto de 2015

As maiores bobagens que as celebridades internacionais já falaram em público

Os famosos são obrigados a tomar cuidado com tudo o que falam, mas mesmo assim vivem cometendo gafes. Os 16 nomes da lista deram informações, no mínimo, imprecisas  em seus próprios blogs e entrevistas. De Donald Trump falando que o aquecimento global é invenção dos chineses até Britney Spears soltando que o Japão fica na África, confira as maiores bobagens que as celebridades já disseram:
Jim Carrey (Foto: Getty Images)
Recentemente, após o estado da Califórnia aprovar lei que demanda a vacinação de todas as crianças em idade escolar, exceto por problemas médicos, o comediante Jim Carrey voltou a fazer campanha contra a vacinação ou por vacinas mais seguras, já que acredita que o aditivo timerosal é a toxina responsável por causar autismo. O problema no pensamento do comediante é que o timerosal já não vem sendo usado em vacinas desde 2001 e nenhum estudo científico provou que a substância – ou qualquer vacina – tem relação com o autismo.
Demi Moore (Foto: Getty Images)
Em 2008, em conversa com David Letterman, Demi Moore revelou seu tratamento de beleza bem alternativo: a atriz deixa que sanguessugas chupem seu sangue como forma de melhorar a saúde e desintoxicar o sangue. Enquanto as sanguessugas realmente possuem aplicações médicas, não existe prova de que elas desintoxicam o sangue.
Gwyneth Paltrow (Foto: Getty Images)
Gwyneth Paltrow é conhecida por suas dicas de saúde, mas dessa vez o conselho não foi aprovado. A atriz postou em seu blog que banho de vapor – especificamente um herbal disponível em um spa de Santa Mônica – ajuda a limpar a vagina e equilibrar o nível dos hormônios nas mulheres. Em resposta à atriz, uma ginecologista postou em seu próprio blog que a prática é desnecessária e não produz os efeitos mencionados.
Sharon Osbourne (Foto: Getty Images)
Em entrevista à revista New! em 2008, Kelly Osbourne revelou que sua mãe, Sharon, que teve câncer de intestino em 2002, a proibiu de ter micro-ondas em casa, pois ela acredita que o eletrodoméstico pode causar a doença. Não há nenhum estudo que comprove que micro-ondas causam câncer e, segundo a agência de vigilância sanitária norte-americana (FDA), o uso de aparelhos em boas condições e de acordo com as instruções do fabricante é perfeitamente seguro.
Britney Spears (Foto: Getty Images)
“Eu nunca quis ir para o Japão. Simplesmente porque eu não gosto de peixe. E sei que isso é muito popular lá na África”. A frase foi dita pela cantora Britney Spears em 1999. Nem precisa explicar onde está o problema, não é?
Jennifer Aniston (Foto: Getty Images)
Jennifer Aniston tinha boas intenções ao recomendar que as pessoas escovassem os dentes no banho para economizar água – assim como ela. Mas o que provavelmente a atriz não sabia é que dois minutos com chuveiro aberto gasta cerca de 19 litros de água, já o mesmo tempo com a torneira funcionando gasta menos da metade: 7,5 litros. Para economizar água, é muito melhor fechar a torneira enquanto escova os dentes ou então enxaguar a boca com um copo d’água.
Donald Trump (Foto: Getty Images)
Donald Trump e seus discursos problemáticos. O empresário twittou em 2012 que o aquecimento global “foi criado por e para os Chineses com o objetivo de tornar a indústria norte-americana não competitiva”. O Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC) já estabeleceu que há evidência científica suficiente sobre o assunto para provar que o fenômeno é real.
Sheryl Crow (Foto: Getty Images)
A cantora Sheryl Crow afirmou em seu livro ‘Se te faz saudável: mais de 100 receitas deliciosas inspiradas pela época’ (em tradução livre) que não gosta que seus filhos comam comidas com glúten porque “prejudica o sistema imunológico e contribui para resfriados”. A verdade é que a menos que a pessoa seja intolerante ao glúten ou tenha doença celíaca, não existe comprovação de que o glúten afeta o sistema imunológico.
Russell Brand (Foto: Getty Images)
O comediante Russell Brand disse, em um de seus vídeos, que “a taxa de homicídios nos Estados Unidos é 50 vezes maior que em qualquer outra nação desenvolvida”. A taxa de homicídios no país, de 5.4 para cada cem mil pessoas em 2012, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, realmente é maior que em outros lugares como Reino Unido (1.5/100.000), Espanha (0.8/100.000), Holanda (0.9/100.000) e Japão (0.4/100.000), mas não chega nem perto de ser 50 vezes superior.
Alicia Silverstone (Foto: Getty Images)
Em seu livro ‘A mãe gentil’ (tradução livre), Alicia Silverstone faz algumas afirmações no mínimo controversas. A atriz de ‘As Patricinhas de Beverly Hills’ diz que absorventes podem causar infertilidade. Enquanto não há nada de concreto que prove isso, uma pesquisa da Universidade de Yale mostrou que mulheres que usam absorventes internos teriam menor propensão de desenvolver endometriose, doença que influencia a fertilidade feminina.
Simon Cowell (Foto: Getty Images)
Simon Cowell, jurado do ‘X-Factor’, e outras celebridades são adeptos de tomar vitaminas na veia. Mas a prática, que supostamente tem poder rejuvenescedor, ainda não tem comprovação científica. Além disso, alguns médicos defendem que essa forma de ingestão pode causar mais mal do que bem.
Mayim Bialik (Foto: Getty Images)
Mayim Bialik, a Amy de ‘The Big Bang Theory’ cometeu um deslize em um post em seu blog pessoal. A atriz e doutora em neurociência afirmou que os humanos são os únicos mamíferos que não comem a placenta e que deveriam, devido às suas propriedades nutricionais. Apesar de a grande maioria de mamíferos ingeriram a placenta após o parto, golfinhos, camelos, baleias e focas não seguem a prática. Além disso, segundo a pesquisadora Crystal Clark em entrevista para o Washington Post, a ingestão de placenta por humanos e outros mamíferos não pode ser comparada. Já que, enquanto os outros animais o fazem logo após o parto, a maioria das mulheres que decide consumir a placenta fazem isso ao longo do tempo e a ingerem desidratada ou cozida.
Madonna (Foto: Getty Images)
Em 1994, em entrevista para o apresentador David Letterman, Madonna deu uma dica inusitada de remédio para frieira: urina. A cantora recomendou urinar no pé durante o banho. O “remédio” ganhou força durante um tempo e tem até um fundo de verdade. É que os medicamentos usados para tratar micose no pé contêm ureia, componente também presente na urina, mas em concentração bem menor, o que faz do “remédio caseiro” pouco eficaz.
Michael Douglas (Foto: Getty Images)
Michael Douglas fez uma declaração polêmica em 2013: o ator disse, em entrevista ao The Guardian, que seu câncer na garganta foi causado pela transmissão de HPV durante sexo oral e que a prática ajuda na cura para cânceres desse tipo. Na matéria, a doutora Mahesh Kumar afirma que realmente já está comprovado que o HPV 16 (existem mais de 100 variantes do vírus) está conectado a esse tipo de câncer, mas mostra ceticismo de que seja somente por isso – o ator tem histórico de abuso de álcool e cigarro – e que não faz sentido pensar que o sexo oral ajude a curar o problema.
Heather Mills (Foto: Getty Images)
A ex-esposa de Paul McCartney, Heather Mills, afirmou, para o The Guardian, que a carne que ingerimos “fica no cólon por 40 anos, onde apodrece e eventualmente causa a doença que vai te matar”. Segundo a gastroenterologista Melita Gordon, da Universidade de Liverpool, na realidade, as proteínas da carne são absorvidas pelo intestino delgado antes mesmo de chegar ao cólon – parte do intestino grosso – e os resíduos são expelidos através das fezes dentro de alguns dias.
Roger Moore (Foto: Getty Images)
Roger Moore, o James Bond de boa parte dos anos 70 e 80, já afirmou que foie gras, fígado de pato ou ganso que foi superalimentado, pode causar doença de Alzheimer, diabetes e artrite reumatoide. Segundo especialistas, não existe nenhuma ligação entre uma coisa e outra.

Fonte: 1


Um comentário:

  1. Tudo louco, tudo fumando maconha vencida. Que tristeza.

    ResponderExcluir